Google+ Followers

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

Coração Aberto

Quando decidi escrever me senti uma borboleta saindo do casulo. E junto com ela saíram os sentimentos e os pensamentos que muitas vezes não conseguimos transmitir. Descobri que ser poeta é opinar sem medo, escrever é desvincular-se de segredos e expressar-se é viver intensamente.

JosiLuA

terça-feira, 8 de agosto de 2017

ME AFASTEI DE VOCÊ

Autora: Josianne L.Amend (JosiLuA)



Escrevo este texto baseada num simples pensamento: "por que as pessoas se afastam"? Comecei a analisar como nos distanciamos de pessoas que, em algum momento de nossas vidas, foram tão próximas. Sem falar da própria família. É óbvio que a primeira resposta é por causa da vida agitada de cada um. Mas não estou falando do afastamento por falta de tempo, mas motivadas por outras situações. 

A impressão que tenho é que muitos se afastam porque não vêem mais graça na relação, porque discordam em idéias e ideais ou porque houve uma decepção na relação. Normalmente, este último motivo acaba sendo o principal foco de amizades desfeitas.

Muitas vezes, para evitar discussões e mal entendidos, nos afastamos de alguém porque não queremos entrar nessa energia e nos irritar. Saímos de cena, inventamos desculpas para não mais encontrar a pessoa que nos chateou. Estou falando de quando realmente há um afastamento, e não de vai e vens, com perdões e tudo o mais. 

Acho que a vida se intromete em algum momento, causando desconforto entre as partes, porque já não há mais troca. Uma das partes apenas suga a outra, até que esta última acorde e enxergue que não está bom para ela. Mas também pode ser um afastamento sem sentido. As pessoas envolvidas ainda sentem um certo prazer em estar juntas, mas não administram a situação e apenas se conformam em não mais interagir.

Quantas vezes você já se pegou pensando em porque se afastou de alguém? Talvez algumas lembranças te façam sentir saudades de tempos de risos e aventuras. Mentiras e traições podem ser fatores para deixarmos alguém ficar para trás. Mas é sobre o afastamento sem sentido que quero explanar.

Em que momento aquele foi o último encontro? Alguém por acaso lembra? De repente, do nada, nos pegamos pensando naquela pessoa e em como a amizade era interessante e boa. Sim, ela casou. Sim, ela mudou-se para outro país. Sim, ela apenas mudou de companhias. E nós também.

Os caminhos da vida são cheios de pessoas, desde a mais desinteressante, até a extraordinariamente importante para nós. E vamos construindo nossas opiniões de acordo com a empatia dessas pessoas. Acho que me afastei de algumas porque mudei a maneira de pensar, enquanto elas continuam na mesma vibração. 

A questão é se ainda podemos resgatar alguma coisa de antigamente, ou seguir adiante ainda é a melhor solução para nossas vidas? Quantos agora estão lendo este texto e lembraram de alguém que fez a diferença em sua vida? Talvez deixemos passar oportunidades de resgates, porque desligamos de certos assuntos. Onde será que as pessoas se perdem umas das outras? E por quê?

Muito embora a vida passe e as pessoas também, o que precisamos levar conosco são os aprendizados que se referem a como lidar com as situações. O orgulho, a inveja, a falta de escrúpulo, podem destruir relações interessantes. E perceber se o afastamento tem sentido ou não é um fator relevante.

Quem cultiva sua raiva, sua frustração e suas neuras, pode estar alimentando só a si mesmo sentimentos negativos. Enquanto você aduba esses afetos, o outro pode estar caminhando junto com outras pessoas e sendo muito feliz. E quando você se der conta, será tarde demais para qualquer retorno, pois as emoções, com o tempo, vão se dissipando e virando apenas lembranças.


NAMASTÊ