Google+ Followers

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

Coração Aberto

Quando decidi escrever me senti uma borboleta saindo do casulo. E junto com ela saíram os sentimentos e os pensamentos que muitas vezes não conseguimos transmitir. Descobri que ser poeta é opinar sem medo, escrever é desvincular-se de segredos e expressar-se é viver intensamente.

JosiLuA

domingo, 24 de agosto de 2014

TODO AMOR QUE VOCÊ TEM

Autora: Josianne L.Amend (JosiLuA)



Amor é o sentimento mais meândrico que existe.
Pode causar euforismo ou frustração.
É instigante e abortivo.
Numa hora teu amor te faz melhor, noutra te mergulha nas trevas.

E todo amor que você tem,
ou te faz viver intensamente,
ou te transforma num ser impotente!

Todo amor que você tem pode ir para o ralo,
se você sofreu um grande abalo!

Todo amor que você tem pode cair por terra,
se de doces palavras só se ouvem guerras!

Todo amor que você tem pode ficar saturado,
se no relacionamento você for humilhado!

Todo amor que você tem pode transmutar em dor,
se sentir que seu parceiro é um grande traidor.

Todo amor que você tem deve ser bem protegido,
dos sentimentos de quem só te deixa entristecido.

Todo amor que você tem é razão suficiente para saber,
que não deves entregar teu coração para quem é egoísta e só a si quer favorecer.

Todo amor que você tem é para à pessoa certa entregar!
Guarde-o como tesouro, não desperdice com falso ouro
e Deus, com certeza, irá te abençoar!

NAMASTÊ

TRILHOS DE TREM

Autora: Josianne L.Amend (JosiLuA)

 
Trilhos de trens me inspiram. Quando os vejo sinto algo entre a saudade e a esperança. É como se que aquele caminho solitário que se estende através das cidades, dos campos e abismos representasse nossa vida. Sim, eu me inspiro ao ver um trilho de trem. Andar por ele, então, faz a imaginação extrapolar os limites cerebrais. Não sei exatamente o que faz com que essa química seja tão diferente.

Dá medo, dá liberdade, dá inspiração. Cada passo cadenciado nos dormentes são flashes do passado. O trilho de trem representa para mim, a infância. Todos que moraram perto de um, com certeza brincaram de esperar até o último momento para saltar fora dele com aquele frio intenso na barriga, e ver a máquina apitar alto testando nossa coragem e ingenuidade.

Mas os trilhos também deixam rastros de sangue. Sangue daqueles que se perderam completamente nesta vida e resolveram partir para algo menos doloroso, pelo menos no seu entendimento. Não quero me aprofundar nisso, e sim no sentimento de paz, ilusão e saudosismo desse caminho.

Gosto de observar as curvas e a sensação de infinito que transmite. É mais interessante ainda quando se está no meio do nada, porém seguindo um trilho. Ele é referencial e até acolhedor.

Ao ouvir o apito do trem tudo estremece e o sonido diferenciado de cada vagão é parecido com nosso coração batendo.

Gosto de pensar que o trem envolve paz, tranquilidade e sossego. Por vezes, vejo mochileiros ou pessoas fugindo, talvez delas mesmas, sentadas ao lado de trilhos, aguardando a oportunidade de saltar num vagão e deixar que a vida os leve.

O trem é poético. Neles, as viagens ficam menos cansativas unindo mais os viajantes. E essa estrada tão antiga, sem inovações, é estranha, misteriosa e caótica no sentido de suportar as máquinas até o último segundo antes de desviar para outro caminho.

Se fizermos um paralelo com nossas vidas, muitas vezes acontece assim. No último momento desviamos, graças a alguma boa mão que soube destravar a outra pista. E seguimos confiantes, sabedores que em algum lugar chegaremos, mesmo sem ter a mínima noção do que vem pela frente.

NAMASTÊ

sábado, 9 de agosto de 2014

O ABRAÇO DO PAI

Autora: Josianne L.Amend (JosiLuA)


Não consigo entender, simplesmente não entra dentro de mim, o por quê um pai abandona um filho na hora da separação com sua mulher. Desculpem-me pais que agem assim, mas vocês não sabem ser pais. Ser pai não é estar casado, não está vinculado a isto. Ser pai vai além, tem a ver com estado de espírito apreendido que nunca mais será separado de seu Eu.

Pai é aquele que, quando está junto com a mulher, fica grávido também, mas se separar dela, continua a ter dentro de si toda a sensação de amor e de ideais de antes.

Vocês pais sabem o que significa seu abraço para todos nós, filhos?

Seu abraço significa proteção, significa segurança, significa que o caminho terá resposta menos dolorosa, mais significativa, mesmo que seja utópico.

Não adianta dizer em voz alta que é pai. Tem que abraçar seu filho seja ele de que idade for. Porque o abraço de pai é reconfortante. E abraçar não é somente envolver nos braços, mas abraçar a vida, o caminho e tudo que seu filho for ser e realizar.

Pai que não participa, que não observa, que não tem tempo para ouvir ou aconselhar não pode cobrar que um filho seja melhor. Pai é O homem! E a figura do homem para um filho, seja ele de que sexo for, é por demais importante para sua personalidade.

O pai presente para uma filha fará dela uma mulher decidida, que saberá o que quer e não deixará que os homens a façam de objeto. Terá segurança em seu lado feminino, pois aprenderá que o amor de um homem a faz ter mais tranquilidade.

O pai presente para seu filho homem deixará legado das suas realizações. Em suas conversas poderão discutir assuntos pertinentes à masculinidade, ensinará funções e deverá mostrar sabiamente seu lugar no mundo de trabalhador, protetor e provedor.

É óbvio que alguns pais e mães não sabem ser assim. Acabam ensinando aos filhos a serem pessoas sem estrutura alguma de personalidade e dignidade. Esses são os pais ausentes.

O abraço de um pai é proteção, é carinho e é estimulante. O verdadeiro pai fica, mesmo estando longe. Ele fala, mesmo estando calado. Ele age, mesmo estando no silêncio. Ele é exemplo e deixa boas lembranças, mesmo já tendo partido. Ele cobra porque quer que você aprenda a lutar.

O abraço dele jamais será esquecido. Seu perfume será guardado dentro de nossa alma e trará belas recordações. Seu pulôver macio poderá servir de aconchego nas noites inseguras. Seu jeito de se barbear e a espuma no nosso nariz abrem canais de alegria.
Porque este é o Pai Presente. É o presente de Deus. O Pai que escolhemos quando estávamos em algum outro lugar do universo.

E o abraço dele quentinho, protetor e amoroso estará dentro de nós para sempre, lembrando nossos tombos, nossos medos, nossas indecisões, onde aquele grande e poderoso Homem (com H maiúsculo) esteve lá para nos dizer, mesmo calado, que seu amor fará tudo melhorar.

Pai não mede esforço para dar o melhor. Sacrifica seu recurso, a fim de melhorar a vida do filho. Pai orienta, senta, brinca, lava, conta história, participa das festas no colégio, dá bronca, fica a par e se submete também às noites em claro e às madrugadas no hospital.

Pais, não basta ter o título. Tem que mostrar serviço, sim. E mais que tudo, abraçar a causa. Seu abraço fará um ser humano ser melhor, com certeza!

FELIZ DIA DOS (verdadeiros) PAIS

P.S. o meu, com certeza é um deles.
Pai Rodolfo, você é um exemplo.... te amo

NAMASTÊ!

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

MEU PASSADO ME AJUDA A VIVER MEU PRESENTE

Autora: Josianne L.Amend (JosiLuA)

As lembranças são como plumas que voam balançando pra lá e pra cá, enfeitando a paisagem e mostrando que algo que não se vê, existe.

Quando são boas, então, parecem preencher espaços que ora aparecem em nossas vidas como são os momentos do pensar, ora alimentam nossas emoções.

Se seu passado foi bom, com certeza você terá um baú de informações felizes para recordar e reviver emoções. Esse passado, essa vida que está em algum lugar no cosmos pode ser resgatada através do nosso pensamento. Imagens guardadas em nosso inconsciente podem ser buscadas através de algum detalhe manifestado durante o dia.

Cheiros, pequenos objetos e até pessoas que lembrem alguém são úteis para nos transportar ao mundo do nosso passado.

Lembranças ruins também fazem parte do todo que somos e, acabamos acessando-as pelos mesmos fatores.

O interessante de existir esse tempo é que ele nos serve de apoio para tarefas, decisões e atitudes no aqui e agora. Se soubermos lidar com nosso passado teremos um grande aliado para nossa vida. Afinal, coisas certas e erradas todos fizemos e é delas que temos que tirar proveito para uma vida melhor.

Quem bloqueia lembranças através da amnésia sofre com isso, pois sua vida parece sem sentido algum. Mas algumas lembranças ruins, que só nos prejudicam podem ser guardadas bem no fundo para que jamais possamos encontrá-las. São os casos de violências que sofremos contra nosso corpo ou nossas emoções.

Mas o passado feliz, aquele que faz nossos olhos brilharem e nosso sorriso aparecer a qualquer momento é o grande libertador. Parece que a alma flutua, aparecem as plumas ao vento e nos faz sentir aquele sentimento tão intenso da saudade.

Ele ajuda o nosso presente pelo simples fato de que sabemos que nossas vidas tiveram alegrias e que fomos felizes. Lembrar das coisas boas é encher o peito de satisfação por saber que aproveitamos da melhor forma possível os dias e anos atrás.

Quando lembramos que o que fizemos ou passamos teve seus momentos de satisfação, nosso presente se torna mais sublime e o sentimento é de grande desfrutar da vida. Podemos inclusive utilizar ferramentas usadas para abrir novas possibilidades no presente.

Olhar para si mesmo hoje, lembrando da infância ou da juventude não deve ser desanimador porque estamos envelhecendo. Deve sim ser motivo de orgulho porque estamos conseguindo chegar cada vez mais longe na estrada da vida.

NAMASTÊ