Google+ Followers

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

Coração Aberto

Quando decidi escrever me senti uma borboleta saindo do casulo. E junto com ela saíram os sentimentos e os pensamentos que muitas vezes não conseguimos transmitir. Descobri que ser poeta é opinar sem medo, escrever é desvincular-se de segredos e expressar-se é viver intensamente.

JosiLuA

quinta-feira, 30 de junho de 2016

SOMBRAS E INCERTEZAS

Autora: Josianne L.Amend (JosiLuA)

Resultado de imagem para sombras e incertezas

Deixei de escrever, deixei de sentir, deixei de esperar. Isso é assustador, porque realmente me sinto na sombra e cheia de incertezas.

As coisas que antes tinham total significado,  agora não passam de "coisas"...

Não consigo decifrar o que está por trás desta prisão espiritual.  Uma das coisas mais difíceis é ter que, dia após dia, conversar com si mesma,  sem ter pra quem contar o que sente ou ouvir uma opinião.

Quando me pego pensando, a situação piora, pois acostumada a meditar,  acabo entrando demais no meu interior. E é aí que realmente me perco, porque não acho onde está minha vida.

Sombras  e muita decepção se aproximaram de mim. Vi é ouvi coisas que faz a gente questionar tudo que acreditamos e nos ideais pelo que lutamos a vida toda.

As pessoas são mentirosas, cheias de egos tão fúteis,  que chegam a cansar qualquer espírito em busca de algum fio de luz.

O mundo se encontra num verdadeiro caos e alguns tentam convencer que recebem mensagens espirituais dizendo que precisamos rezar. Mas a questão é que SEMPRE precisamos rezar, desde o começo de toda história. Então está na hora de acontecer algo mais concreto de acordo com nossas crenças, que nos faça entender realmente nossas vidas.

A política e os políticos estão desabando nas nossas cabeças,  o amor voltou-se para estética e futilidades,  os relacionamentos se direcionam para interesses que, se não estiverem dentro de suas expectativas,  não valem a pena. Amizades se baseiam em aumentar seu ego e, se por acaso a outra parte não tenha o que oferecer naquele momento, viramos as costas e buscamos o que possa ser mais compensador.

Valores morais, éticos,  culturais estão no fosso da tragédia.  Surgiram zilhões de grupos tentando cobrir suas próprias frustrações através da linha esotérica,  religiosa e da vida natural. Mas quando conversamos com os "gurus" das novas idéias, enxergamos egos aflorados e muita gente buscando ter seguidores para ganhar dinheiro e fazer sucesso.

Estou decepcionada sim com este mundo e tenho coragem de escrever. A mídia insiste em programas que tentam provocar a emoção nas pessoas, porque sabem que elas precisam do sentimento do amor, da esperança.  Isso ainda dá ibope, tamanha é a vontade de acreditar num mundo diferente.

As pessoas são indiferentes com  o que o outro possa estar sentindo ou precisando. Se não temos fogos de artifício para gritarmos por socorro, ninguém quer se dar ao luxo de socorrer ou se envolver na dor alheia.

Onde foram parar os verdadeiros, os reais, os professores autênticos?  Será que um dia existiram ou será que sempre vivemos nos enganando de que a vida é um grande mar de rosas e que nossos humildes pezinhos só vão pisar nas pétalas,  pois estamos eternamente protegidos dos espinhos...

Para se pensar!

Namaste